SCPC

Muitos brasileiros querem empreender

Na segunda quinzena de outubro, a Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) divulgou uma pesquisa que confirmou uma realidade já esperada. O número de novos empresas no Brasil cresceu 5,1% no terceiro semestre de 2017. No ano, o avanço alcança 8,2%.
O levantamento, que considera dados da Receita Federal, mostra que o interesse pelo empreendedorismo vem numa crescente, muito em razão do ainda alto índice de desemprego no país. Vale lembrar que, até agosto, 13,1 milhões de brasileiros estavam fora do mercado, conforme o IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.
Embora o empreendedorismo esteja em alta no Brasil, por outro lado, a mortalidade de empresas ainda é expressiva. O próprio IBGE, em sua pesquisa Demografia das Empresas, identificou que mais de 20% dos novos negócios não chegam a completar um ano de vida.
E isso acontece por razões variadas. De acordo com um dos mais recentes estudos do Sebrae sobre o assunto, 19% das empresas que fecham nos primeiros cinco anos de vida têm na falta de lucro o motivo principal para encerrar suas atividades.
Para quem busca descobrir como começar seu próprio negócio, todos esses números são importantes para reflexão. Vale mesmo empreender no Brasil? Só por oportunidade ou também por necessidade? E depois de abrir, tem como sobreviver e crescer? Ou será mais um a entrar para as estatísticas?
As ideias para começar um novo negócio surgem o tempo todo. Mas não se engane achando que é possível se manter lucrativo pulando etapas necessárias à formação de uma empresa. Afinal, trocar o pneu de um veículo em movimento exige um esforço muito maior do que preparar a máquina corretamente antes da corrida.
Se você está em vias de começar um novo negócio, ou projeta ser seu próprio patrão daqui para a frente, não deixe de ler o artigo até o final. Você encontrará dicas úteis que poderão ajudar a se manter competitivo.
Conta Azul