Defasagem do Imposto de Renda pode passar de 75% em 2015

A defasagem na tabela do Imposto de Renda de Pessoa Física pode chegar ao final deste ano em 75,43%. A constatação é de estudo elaborado pelo Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal (SindifiscoNacional), com base em informações da Receita Federal e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Em entrevista ao programa Revista Brasil, o vice-presidente do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Sindifisco), Mario Pinho, disse que nos últimos anos a tabela não vem sendo corrigida e quando a correção acontece o índice utlizado é abaixo da inflação.
“Nos anos de 2012, 2013 e 2014, nós tivemos uma inflação sempre próxima ao teto da meta, acima dos 6% e a tabela do imposto de renda vendo sendo reajustada somente em 4,5%”, informou Mario Pinho. O auditor também lembrou que entre 1996 e 2002 a tabela do imposto de renda não teve nunhum reajuste.
De acordo com o auditor, atualmente, o trabalhor que recebe dois sários mínimos e meio já paga imposto de renda. “Isso prejudica priincipalmente o trabalhado que tem remuneração menor, porque não têm ou não teriam condições de pagar o imposto de renda e já estão fazendo parte do universo de contribuintes” ressalta Mario Pinho.
EBC

Deixe uma resposta